20 de fev de 2016

Leveza do Amor


"Tão bom morrer de amor e continuar vivendo."
-Mário Quintana











A leveza do nosso amor
É como brisa que se renova
Desde a existência ao infinito.

E a cada instante de plenitude,
Transpõe-nos lânguidos, entregues...
Desnudos de timidez.

Entre o reflexo do céu e as alvas nuvens,
Permite as mais ilustres testemunhas:
As estrelas...

(Lu Nogfer)


15 comentários:

Lu Nogfer disse...

Queridos amigos.

A música do post de hoje, não consegui postá-la.
Tentarei amanhã.

Doces sonhos a todos.

Beijocas!

Jorge disse...

Não conseguiste pôr a musica mas o post está fantástico.

Beijinho e bom Domingo!

Cidália Ferreira disse...

Que bonitos versos!

Um Domingo feliz
Beijos

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

A Palavra Mágica disse...

Eu postei o meu poema no mesmo diam em que você postou o seu e apesar da diferença entre os temas, em uma coisa concordamos... as estrelas.

O mistério da nossa inspiração.

Beijo meu!
Alcides

Gracita disse...

Romantismo em gotas abrilhantando cada verso e tendo por testemunha dessa comunhão de amor as estrelas
Magnífico poema Lu
Beijos

lis disse...

Oi Lu
Depois de um tempinho ausente bom renovar minha leitura com poemas estrelados.
Parabéns, saio como voce deseja'leve feito asas de borboleta'
abraços e boa semana

PEQUENOS DELITOS RENOVADOS disse...

Falar o que desse poema que cheira a romantismo, a pureza, doçura, ternura???
Há algum espaço para elogios nessa "coisa" linda que leio?
Bem você amiga querida...
Luz e Paz para você todos que têm a ventura de conviver contigo!

Malu Silva disse...

Voltei a blogar e aguardo visita dos amigos queridos.
Um abraço!

http://momentosbrancoepreto.blogspot.com.br/

ReltiH disse...

GUAU, MUY BONITO.
ABRAZOS

Labirinto de Emoções disse...

Olá Lu
Um poema leve cheio de ternura e romantismo.
É preciso tão pouco para se dizer tanto...-))))
Adorei a musica.
Beijinho
Teresa

Élys disse...

Bonita poesia, onde toda ternura é testemunhada pelas estrelas.
Beijos.

Jaime Portela disse...

Amor com as estrelas como testemunhas, só pode ser leve.
Excelente poema, gostei imenso.
Bom fim de semana, querida amiga Lu.
Beijo.

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde querida amiga.. só quem está preenchido de amor que pode sentir o quão leve ele é..
amor é tudo que nos mantem vivos, que nos leva adiante.. beijo grande Lu até sempre

Jaime Portela disse...

Gostei de reler este excelente poema.
Bom fim de semana, querida amiga Lu.
Beijo

SOLIDARIEDADE disse...

Tens feltro na ponta dos dedos e/ou da caneta que usas. Haja leveza e clareza neste poetizar.
Beijos, Lu.