19 de out de 2014

Gerúndio do Amor


Neste incessante sentir:
Caminhada de amor, tao contínua
É em ti que todo dia, penso

Na ausência, te invento
No presente, te refaço
Em ti, rasgo todos os verbos
Despindo-te do infinitivo.

Num verso, te beijo
Num outro, te abraço
Na consistência deste amor
Deleito-me e renasço.

Te rimo, te canto, te danço...
E nunca me canso de conjugar-te
No tempo mais que perfeito.

E por mais que o tempo passe
E exceda todo o entendimento
Sempre estarei no gerúndio...
Te amando, te sonhando, te vivendo.

18 comentários:

Lu Nogfer disse...

Queridos amigos,
Hoje estou participando do evento: Prosas Poéticas no espaço do querido amigo escritor J.R. Viviani.
Vocês são meus convidados mais que especias!
Obrigada a todos pelo carinho de sempre, deixado aqui nessas asas e nos demais espaços.
Bem vindo aos novos leitores...
Um domingo fantástico, a todos!

Beijocas.

Cidália Ferreira disse...

Boa tarde Lu Nogfer

Que lindo que é este teu poema...Encontrei-me nas suas entrelinhas... Obrigada.

Já fiz a minha visita no prosas poéticas.

Tem um bom Domingo

Beijinhos,

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Samuel Balbinot disse...

Muito bom dia minha querida..
é uma poesia moldada em acordes.. pode ser cantada como creio que tu faças..
os versos ficaram bem suaves para se falar do amor que todos precisamos sentir dentro e ver ele agindo ao nosso entorno..
já passei lá no blog que tem teu outro poema querida
beijos meus e até sempre Lu

Daniel Andre disse...

Bom dia querida Lu !

Fiquei uns 5 meses ou até mais, afastado do meu blogue, por diversas razões pessoais. Aos poucos, estou visitando as páginas das pessoas queridas e admiradas por mim. Hoje, no entanto tive esse presente fantástico ao ler essa brilhante composição do amor !

Em suas linhas, observo que além do tempo trazer a maturidade da arte de amar, é também paciente, bondoso e inspirador.Poderia ficar horas dissertando sobre sua magnifica poesia, pois até aqueles que estão sem um amor, ao ler, logo cria um "amor platônico", rs, mas vou ficando por aqui.

Um grande abraço do amigo e admirador das suas pérolas poéticas.

Dan.
http://gagopoetico.blogspot.com.br

Ricardo- águialivre disse...

Um poema simplesmente maravilhoso

Feliz Domingo

Estou por aqui:
http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

Tito disse...

Oi, Lu!
Muito bonita sua poesia assim meio "verbal".
Seu espaço é bem legal, com certeza vou participar mais vezes.
Abraço!

Flavio Ribeiro disse...

Boa tarde!
Cheguei aqui através da postagem do nosso "vendedor de ilusões" e adorei seu espaço assim como sua poesia que é leve, tocante e bem construida! Adorei, já estou seguindo e certamente virei aqui mais vezes. Parabéns pelo trabalho!

Abraço
Flávio Ribeiro
portaodoinfinito.blogspot.com.br

Cidinha disse...

Olá, Lu. Encantador!! Assim que se fala..... amar, conjulgar, cantar, rimar. Amei!!! bjos e flores para vc. Lindo domingo!!

lia disse...

Oi Lu adorei te conhecer por aqui. Lindas poesias, grande sensibilidade.
Boa semana, abraço carinhoso e, apareça.

Coluna da Mi disse...

Oi Lu!
Eu estou superultramegaover atrasada no evento do Vendedor de ilusões, acredita que até agora só li o primeiro que foi o do Samuel Balbinot? hahahaha.
Mas valeu a pena, acabei encontrando uma pessoa com muitas afinidades.
Lu, nem sempre o amor deve ser fincado no gerúndio, só o amor próprio. Os outros é bom conjugar no presente, pretérito perfeito, imperfeito, mais-que-perfeito e claro, por que não no futuro né?
Beijo grande amiga e uma semana fantástica para ti! :)

A Palavra Mágica disse...

Lu Maravilha!

Depois de responder ao seu comentário lá no Abismo, com aquele poema carregado de elementos pesados venho aqui e encontro tamanha delicadeza. Passei também no "Vendedor de ilusão" e também li outra maravilha sua.

Um poema falando de amor, o outro falando de vida. Amar é viver, disse alguém. Então, façamos como você.

Beijos!
Alcides

lis disse...

Oi Lu
Parabéns pelo espaço poético e pela participação bonita no 'Vendedor de Ilusões'.São essas as ilusões que permeiam nossos dias e deixa nossa vida 'feito asas de borboleta'
Gostei imensamente,
deixo abraços

Élys disse...

Suas poesias são encantadoras.
Beijos.

Elvira Carvalho disse...

Eu li a sua participação e adorei.
Mas este gerúndio do amor é também muito bonito. Parabéns.
Um abraço e uma boa semana

Lu Nogfer disse...



Dan meu querido amigo,

Que alegria ve-lo aqui!
Espero que ja esteja tudo bem e possa voltar para nos. Sentimos muito a tua falta nessa nossa nação blogosférica.

Obrigada pelo carinho de sempre, moço poeta.
Ja já vou visitá-lo...

Um abraço apertado e o meu carinho!

Lu Nogfer disse...

Queridos amigos!

Quero agradecer a todos que passaram por aqui deixando suas palavras e também aos que presenciaram a minha participação no Prosas Poéticas. Fiquei muito feliz e honrada ao vê-los lá juntamente com outros leitores.
Amanha passarei no Vendedor de Ilusão para agradecer a todos mas desde ja muito obrigada!


Bem vindos a todos os novos leitores e obrigada pela visita e pelas palavras.
Sintam-se a vontade para viajarem nessas asas aqui sempre abertas a todos os que chegam trazendo um leve sorriso no rosto. E leve meu sorriso com vocês enquanto não passo para conhece-los. Mas passarei em meu possível tempo.

Uma linda semaninha a todos!

Beijocas...

Jorge disse...

Lu, minha lindona do coração, é só para dizer que posso andar afastado do meu blogue, mas nunca me afasto dos blogues amigos. Um dia destes volto!
Aquele beijinho adocicado...
:)))

Lu Nogfer disse...

Jorginho, querido, que bom te ver aqui! Muito obrigada pela doce visita.
Saudades de você e do seu blog, garoto! Some não.

Super beijo e até.