29 de set de 2014

À Primeira Vista ♪













Me lembro bem
Quando te vi
Pela primeira vez
Meus olhos
Não se enganaram
Ao perceber
Que os teus
Além de encantarem
Havia algo a mais
Tudo era claro
E na primeira hipnose
Dos teus ternos olhares
Junto vieram flores
E gotas do céu
Para colorir os dias
Após supostos temporais
E o amor, brotou
Nada se ponderou
O involuntário se fez
O azul se espalhou
E trovejaram
Incontidas emoções
E foi então
Que o sol por dentro
Eternizou
Pra nunca mais
Nublar, o coração ♪

(Lu Nogfer)




21 comentários:

Cidália Ferreira disse...

Bom dia Lu

Parabéns, fabuloso!!


Beijos
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Jorge disse...

Que sorte Lu...aqui já é Outono...
:(((

Samuel Balbinot disse...

Muito bom dia minha querida..
e não precisa mais que isso para sabermos que tudo internamente já aconteceu.. a leveza se faz presente na proporção do amor que vai se tornando real.. os olhos tem poderes e como tem.. beijos meus e até sempre

Marcia disse...

Uallll! Que coisa mais linda Lu! O amor é mesmo poderoso.
Eu costumo dizer que com alguns, o amor fica ali esperando os encontros pra eternizar o que sempre existiu. Sei la eu acredito nisso.ou talvez eu seja mt romantica.kkkk

Uma deliciosa cançao de amor com uma beleza impar. Parabens amiga.
Quanto ao video e a musica encaixaram perfeito aqui.

Bjs

Élys disse...

Só posso dizer: Lindo!
A canção de Angela Rorô, complementou este belo post.
Beijos, Élys.

vendedor de ilusão disse...

Olá Lu! Tenho prazer imenso em ler algo tão belo, que o vídeo enaltece...

ReltiH disse...

UFFFFF, LINDO, SIEMPRE ESCRIBES LINDO.
UN ABRAZO

Patrícia disse...

Lu, vc sempre intensa, uau!!! :D :D vejo
Eu gosto dessa música, mas com o Frejat cantando.
Bjs

MARILENE disse...

O amor é belo, encontros fortuitos são mágicos, mas você foi muito feliz em sua construção musical. Lindo! Bjs.

Vera Lúcia disse...


Que lindeza, Lu!
Há amores assim, que desabrocham ao primeiro olhar. Na verdade, creio até que se trata da magia do reencontro de almas afins.

Parece-me tratar-se de uma canção, já que você sinalizou os versos com símbolo musical.

Que Primavera inspiradora, hein?

Vídeo e música perfeitos ao clima romântico da postagem.

Beijo.

Lu Nogfer disse...

É uma canção sim, Vera!
Na verdade, já tinha a melodia. Quando surgiu esta letra, foi só fazer alguns ajustes e completar a composição.
É meio estranho o método que tenho usado ultimamente, de compor a melodia antes da letra. Fica uma coisa meio passarinho no inicio, sabe...rs mas em minhas tentativas numa flauta transversal que recebi de presente,(estava acostumada com uma doce, bem antiga que tenho) tem surgido algumas melodias que gosto de gravar e vou usando a cada letra inesperada ou texto.
Se bem que há algumas que serão cantos de passarinho forever. Nada encaixa nas benditas! Mas enfim, é isso.

A primavera me deixa mais sensível, sim!rs
Beijinhos e muito obrigada, amiga!

A Palavra Mágica disse...

Passarinho Lu,

Eu não me lembro de você ter me falado que sabia tocar flauta também. Uma grande musicista, toca violão, flauta e quando alguém lhe incomoda, mete a boca no trombone rsrs.

Lindo poema-canção-declaração.

Esta semana assisti uma reportagem a respeito de "Amor, meu grande amor" com comentários da própria autora: Ana Terra.

Olha, lá no Abismo Noturno eu coloquei o presente que você me deu. Nem sei se agradeci, mas se não, quero te agradecer aqui pelo carinho e amizade.

Beijo meu!

Lu Nogfer disse...

Alcides, meu amigo, é verdade!
A gente fala tanto de musica em nossas conversas e eu nunca te contei! Mas, apenas este ano eu tenho me dedicado a treinar um pouco e agente quase não se falou este ano. É ou não é?rs
Bom, mas posso te contar sobre isto, agora, ja que lhe agucei a curiosidade na resposta á Vera. rs
Então...
Eu tenho uma relação boa com os instrumentos. Amo todos!
Alem do bom e velho violão de guerra, lembra do tecladinho? Citei sobre ele texto em homenagem á Tati. Esta lá no Blog da Lu!rs
wwwlufatima.blogspot.com.br

Quanto a flauta doce, foi um antigo presente de meu irmão-padrinho que me deixou muito antes da gente se encontrar no face! (Não é do Luis que eu falo...)

Eu já estava aprendendo a tocar, aí Papai do Céu o levou. E eu nao suportava ver o presente, então pedi ao Lula para esconder de mim, e nunca falava sobre isso.
Este ano eu a encontrei por acaso nas coisas dele e vi que finalmente havia superado a dor que ela me causava. Agora ela só me traz boas recordações...

Voltei a toca-la pra descansar a viola que é da mesma época dela.rs
E dia desses, ganhei uma linda flauta transversal. Bem diferente, moderna...Nossa fiquei encantada!
Difícil toca-la, mas estou amando fazer minhas tentativas! Nao de musicista-imagine!- mas de passarinho mesmo.kkkkk

Eu é que agradeço o teu carinho e a tua doce companhia de tantos anos, meu querido amigo.
Estarei passando no Abismo e a gente se fala qualquer dia.

Beijo meu pra você, também!

Ah! Quanto a "por a boca no trombone",(gostei disso kkkk) a gente nem precisa do instrumento, pois esta é uma lição da vida!

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Esa Mirada que es como un Sol por dentro de nuestro Ser. Esa Luz que se enciende y jamás se apaga para iluminar nuestro Corazón.
Preciosa Poesía llena de sensibilidad y de sensaciones.
Como decía el escritor español, Becquer:
"El alma que hablar puede con los ojos, también puede besar con la mirada."
¡¡¡Gracias por tu comentario en mi Poesía en el blog de nuestro Amigo en común, J.R. Viviani!!!
Abraços e Beijos.

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Por supuesto que el 19 ó el 20 estaré leyendo tu Poesía en el blog de nuestro Amigo J.R. Viviani. Será un placer, por que todo lo que escribes es fabuloso y mágico.
Abraços e Beijos.

Lu Nogfer disse...

Ola Pedro.

Te vi no Prosas Poéticas e coincidentemente estou vindo do teu blog e também comentei lá!

Muito obrigada pela visita e pelas carinhosas palavras.
Seja muito bem-vindo nestas asas.
E sera um prazer imenso a honra do teu comentário em minha participação nos dias 19 e 20.

Muito obrigada desde já, querido!

Beijos.

Vera Lúcia disse...


Olá Lu,

É mesmo diferente compor a melodia antes da letra, mas cada compositor faz sua música conforme se sente mais confiante e confortável. Pode até acontecer de nada se encaixar em algumas melodias, mas estas, com certeza, serão delícias de se ouvir como lindos cantos de passarinhos-rs.
Então você também toca flauta... que bacana! Li aí em cima que você tem uma boa relação com os instrumentos. Você tem as artes no sangue.
Parabéns!

Ótimo finalzinho de sábado e delicioso domingo.

Beijo.

Adriana Helena disse...

Uau Lu, além de poetisa também é flautista? Nossa, cada dia nos surpreendendo mais com seus múltiplos talentos querida!

Parabéns, isso é magnífico!
Por essa razão é tão sensível!
Está dentro de você contida uma razão maior para surpreender e embelezar a vida de quem te rodeia.
E o melhor de tudo isso é que vai sobrar também para nós, seus amigos aqui...rsrs Tomara que um dia eu possa ouví-la "flautear" divinamente essa linda canção poética...
Aliás, "trovejou" até aqui dentro de mim ao lê-la!! "Trovejaram incontidas emoções"
Lindo demais tudo isso querida!

É realmente um privilégio ter alguém tão talentosa como você perto de mim!Além de "poetisar" divinamente, você sabe tocar flauta, violão, teclado... Ah, com certeza deve cantar também e daqui a pouco descobrirei que sabe até sapatear!! rsrs Lu, você é uma caixinha de lindas e doces surpresas!! ♥

Beijos amiga, obrigada sempre por nos encantar!
Tenha uma semana maravilhosamente linda!

dinapoetisadapaz disse...

Boa noite, Lu!
Gostei do que li por aqui! O amor brotou como flor e o poema está irretocável! Vc escreve muito LU! Parabéns!
Dia 19 estarei lá no Evento para lhe
prestigiar!
Bjss!

Lu Nogfer disse...

Doce Adriana, não é isso tudo não, amiga!rs
Tenho que reconhecer que, como diria o Faustão, são poucos os normais em minha família! rsrs Mas na verdade é mais curiosidade mesmo. Tudo que me encanta tento fazer. As vezes com sucesso mas nem sempre.
Quanto a dança, acho lindo o sapateado mas agora, estou numa fase oriental, entendeu???Se ninguém implicar aqui em casa,vamo ver no que dá!rs

Mas que bom que você gostou, amiga. O prazer é todo meu em ter você aqui bem como todos os amigos que gostam de me ler. Isso é gratificante por demais e até me emociona!
Muito obrigada pelo carinho, viu!

ps: Desculpe a demora mas só agora o problema que te falei, foi resolvido.
Coisas do blogger!

Beijos, florzinha!

Lu Nogfer disse...

Boa noite, minha querida Diná!
Que bom que você gostou!Muito obrigada!
Quanto ao Prosas Poética, ficarei muito honrada com o carinho de tua presença em minha participação e desde já agradeço.
Esta semana estou com uns probleminhas, mas eu espero a partir de amanha, poder ler e comentar em todos os participantes.

Beijo carinhoso e até mais!