26 de abr de 2014

Poesia Vazia

 "Ah, se eu pudesse escrever com os olhos, com as mãos, com os cabelos - com todos esses arrepios estranhos que um entardecer de outono, como o de hoje, provoca na gente." 
Caio F. Abreu




















"Há um quê de qualquer coisa...
Um quê gritante dentro de mim
Um quê sem qualquer controle
Que me faz escrever assim

Um quê que chega sem métricas
Sem itálico, sem negrito...
Que não se preocupa com nada
Um quê sem o menor compromisso

Um quê sem hora marcada
Um quê que não se limita
Que sabe de tudo e de nada
Um quê que muito me instiga

Um quê sem porquê e sem nexo
Um quê que estimula e excita
Um quê que nem eu entendo
Um quê que nem Freud explica

Um quê que se não jorrar assim
Jogado em palavras ao vento
Explode aqui dentro de mim
Jorrando de qualquer jeito"

(Lu Nogfer)

Bem, meus amores, esses versos sem nexo é tão somente para lhes dizer que eu postaria qualquer rabisco meu, mas não faria uma postagem totalmente em branco como apareceu aqui misteriosamente, por estes dias. Um mistério que ainda estou tentando desvendar...

A nota sobre o ocorrido ficará ali ao lado até amanha (27-04).
Sei que é uma chatice clicar em algo que não existe, portanto peço desculpas pelo transtorno e muito obrigada a todos pela compreensão e carinho de sempre.

Um abraço apertado em todos!


21 comentários:

AdolfO ReltiH disse...

UFFFF AMIGA, SE SIENTE UN VACÍO PROFUNDO...!
UN ABRAZO

http://enancasdelarazon.blogspot.com/

Marcia disse...

Poesia vazia nada, amiga. Muito intensa isto sim! Que me dera ter tantos ques gritantes dentro de mim jorrando nessa inteligencia tao poética e com rimas tao lindas.
LINDO LINDO!!!

Quanto ao transtorno, ultimamente anda a ser ate normal nessa blogosfera. Vai saber né?
Eu vi o post em branco mas conhecendo o teu jeito tao intenso de ser, percebi logo que havia algo errado, mas como estava no celular e em viagem nao pude te avisar. Mas importante que é tao amada pelos seus fieis leitores e a chatice de clicar em algo inexistente nao faz a menor diferença para os que te gostam de verdade. Fique tranquila, menina poeta. Te adoro!

Beijos e lindo findi pra vc tambem, migalinda.

Linda essa musica que tb nao tem nada de versos mudos e por isso combinou perfeito. rs

PS Volto depois pra passar no post anterior!

Lucimar da Silva Moreira disse...

Lu mais uma poesia maravilhosa como sempre, Lu passando pra desejar um ótimo final de semana beijos.
http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br

Cidália Ferreira disse...

Bom dia Lu

Que poesia maravilhosa.


Tem um Domingo muito feliz
Beijos
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Rita Sperchi disse...

Bom dia de domingo!

•⊰✿❝Nosso coração deve ser simples, porque só os simples sabem dividir. •⊰✿❝

* Pe. Fábio de Melo *


Com essa bela frase agradeço sua amizade
deixo meu abraço carinhoso
E desejo uma semana de muita paz
Bjussss
Rita!!

SOLIDARIEDADE disse...

Um sentimento que vem do nada, sem hora marcada, como se fosse uma enxurrada, bem, é uma sensação comum a muitos de nós , com o diferencial de serem externados nessa sua poesia repleta de sentidos.
Beijos, linda Lu

Dorli disse...

Oi Lu,

Hoje também quase não consegui fazer minha postagem para amanhã, não sei o que está acontecendo, mas essa de sumir eu só vi uma vez, mas ainda vou perguntar o que aconteceu para o blogueiro.
Mas, qualquer rabisco que você faça, encanta. Talento é talento, é o que lhe sobra.
Beijos
Lua Singular

Cidinha disse...

Oi, Lu. Que belo poema menina! Viajei nos versos.... adorei! Desculpe pois ando ausente, devido ao tempo. Adorei vc por lá! Que bom que gostou do poema, pois é uma das minhas poetisas preferida. Obrigada amiga! Vc é muito especial. Uma linda semana! Bjossssssssssssssssss

Nelma Ladeira disse...

Bom dia Lu,vim agradecer o seu carinho,as suas palavras de incentivo.Muito obrigada.
Beijinhos.

Moacir Willmondes disse...

Oi, Lu.

Contagiante o arrepio desse sensual e instigante poema.

Belíssimo e intenso.

Ótima semana para você!

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde querida Lu.. não tem nadinha de vazia.. a poesia em si tem o universo inteiro dentro dela..
as direções que sempre vão variar.. pois é.. sobre clicar e a página não existir.. já aconteceu isso em vários blogs.. possivelmente algum erro de postagem.. ou algo que não foi salvo de acordo.. comigo nunca aconteceu pelo menos.. bjs e até sempre

Milton Kennedy disse...

Olá amiga Lu Nofger, não vejo como versos sem nexo, é uma poesia muito bonita.
Obrigado por sua passagem lá no blog. Uma excelente e produtiva semana para ti também.
Abraços e paz.

Francis disse...

Adorei teus versos Lu! Como sempre lindos, profundos e sempre com muito a dizer... Gostei bastante de um em particular. "Um quê que nem eu entendo Um quê que nem Freud explica"

As perguntas muitas vezes assolam nossa mente e nos perturbam demais até. Mas o que mais incomoda creio eu não são nem as perguntas, mas as respostas que muitas vezes não achamos.

Ótima segunda feira pra ti cheia de poesia para uma poeta.

Jorge disse...

Luzinha, a postagem em branco deve-se ao facto do blogger não ser compatível com alguns navegadores o que origina erros inesperados. Não se preocupe com isso!
Beijinhos!
:))

Patrícia disse...

Q transtorno , amiga? E q poesia vazia tem aqui? Amiga, vc é nota 1000 hehehe
Bjs, fica com Deus e boa semana

ONG ALERTA disse...

Ficou lindo.
Beijo Lisette

Todas as Letras por um Tom disse...

A o que nos move. Se moves, não deixe que se passe. Permita-se sentir. Isso faz parte, esse "um quê", que vem e demora para passar.

Abraço.
Obrigado por dividir no blog, desculpa as malditas letrinhas, vamos ver as configurações e mudar isso. =)

Lu Nogfer disse...

... Mas logo num dia que eu nao consegui fazer login no blogger, Jorginho??? Um post que eu nem havia programado???
Fiquei muito encucada com isso sim, mas enquanto tenho feito minhas pesquisas sobre essa coisa infectada de hackers que é a internet, vou relevando, né? De qualquer forma, ja troquei meu navegador que nao era mesmo lá essas coisas.
Muito obrigada pelo carinho, querido!

Beijinhos!

----------------------------

Obrigada a todos pelo carinho sincero e por gostarem de minha poesia mesmo vazia. Se bem que o dia em que a escrevi estava bem intensa!rs

Um beijo em cada um e uma linda noite de ceu estrelado a todos

Lu Nogfer disse...

Todas as Letras por um Tom

Desculpe a demora viu? Pois so agora vi este comentario no painel.
Obrigada pela visita e sejam muito bem vindos aqui.

Parabens pelo excelente blog e agradeço por reverem sobre a verificaçao das letras. Facilitará bastante para os comentaristas.
O blogger tinha mudado para numeros e estava até fácil, mas as malditas letras embaralhadas voltaram a atacar. Alertei a respeito porque naquele dia fiquei até com calos nos dedos e na paciencia tambem.rs

Abraços.


Vall Nunnes disse...

Delícia passear aqui no Asas e ler seus versos doces e apaixonados pela vida, pelo amor, pelos sonhos...
Querida e linda amiga estou aqui para retribuir cada carinhoso comentário e seu apoio tão necessário.
Beijão e até logo!

A.S. disse...

Sim...!!! Há um "quê" deliciosamente excitante...


Beijossss...
AL