29 de jul de 2013

Nuances...



















Sou meio de fases
Meio contra ao vento
Passos rápidos
Ritmo lento
Ou vice-versa

Sou história real
Sou lenda
Segredos e mistérios
Que não se desvendam

Sou medo e coragem
Sorrisos e lágrimas
Silêncio e palavras
Sou feita de momentos
Sou eternidade

Não que eu tenha
Diversas faces
Sou feita de nuances
Para que a rotina
Nunca me canse

Sou mulher quando sou forte
E sei o que quero
Criança quando brinco
E não me levo a sério
Humana quando choro
E me desespero

Vou me alternando
Entre ação e reação
Entre perdoar e pedir perdão
Entre o sim e o não
Entre a razão e o coração

(Lu Nogfer)





Nota:

Genteeee, vocês acreditam que o post que deixei programado para ontem(domingo) não atualizou? Passei para dar uma olhadela e nada. Eu sou um desastre para programar postagens rs! Não sei o que faço de errado que nunca da certo comigo! Mas tudo bem. Prefiro mesmo o aqui e agora. Atualizei tudo de novo. Só o video que não é o mesmo. Não sei onde foi parar o outro mas enfim...
Outra coisa:
Se você ja leu esse texto em outros posts por aí, ele foi modificado nesta edição mas sem perder o contexto. Na verdade, foram uns versos aleatórios que me surgiram e couberam perfeitamente dentro dele.
Não reparem essa maluquinha aqui rs. É o jeito simples que ela escolheu para ser feliz!
É isso.
O meu desejo a todos de uma bonita e rotineira segunda e uma incrível semana de paz e luz!
Se o céu que lhe cobre, estiver nublado, que dentro de ti faça um sol tinindo de quente, só para aquecer o teu coraçãozinho.
Obrigada a todos que tem passado por aqui.

Um abraço apertado da amiga Lu!

14 comentários:

Samuel Balbinot disse...

Bom dia Lu.. somos tudo isso e mais um pouco.. bem identificados os teus medos e fases.. a vida nos ensina por etapas bjs e um lindo dia

Cidália Ferreira disse...

Olá Lu

Gostei muito de ler...Acho que todos nós temos nuances..
Boa semana. Beijo

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Marcia disse...

Ei amiga,
Lindo e intenso poema. Gosto dessa sua sensibilidade poética que descreve tao bem as peculiaridades da vida.Somos feitos mesmo feitos de nuances!
"Da maciez de uma esponja molhada até à dureza de uma pedra-pomes, existem infinitas nuances. Eis o homem." Honoré de Balzac

Linda essa musica, Lu!Fazia tempo que eu nao ouvia


"Se o céu que lhe cobre, estiver nublado, que dentro de ti faça um sol tinindo de quente, só para aquecer o teu coraçãozinho."
Que lindo Lu!
Te desejo o mesmo doce poetisa!

E oha so:Eu nao acho vc maluquinha nao ta rs, eu te acho leve, descontraida e sensata

Beijo

Helder Gonçalves disse...

E ficou um poema tão bonito quanto a autora,isso é o que digo em absoluto!

Gostei muito Lu,você tem um modo de estar na vida muito suave e que admiro realmente.

Um beijo do amigo Hélder

Lu Cidreira disse...

Isso tudo são fazes! Risadas.
Mas, ficou parecido com as fases que tanto as seguem, você sabe sim o que faz, e, tudo fica como deve ser.
Parabéns...
Obrigado por estar sempre lá no lucidreira.
Abraço

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa tarde
Amiga Lú
... essa dualidade é intrínseca ao nosso ser e apenas quando a abraçamos sem medo e sem vergonha é que encontramos o equilíbrio em nossa vida. Importante é saber e sentirmos á vontade com quem somos, aceitarmos nossa personalidade como ela é...É preciso refletir desde sempre sobre o que somos e para onde queremos ir...rumo á felicidade!
Obrigado pelo carinho da visita
Bela semana
Beijos

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

O bom da vida é ser assim como teu texto
diz e isso é ser livre!
Lindo blog.
Ja seguindo
te espero la no desafio do Espelhando.
Bjins
Catiaho Alc./Reflexo d'Alma

Milton Kennedy disse...

Olá, obrigado pela passagem lá no blog.
Cordial abraço e paz.

MARILENE disse...

As pessoas autênticas são altos e baixos, alegrias e tristezas, fragilidade e fortaleza. E se reconhecem nessa chamada ambiguidade que, na verdade, não o é. Podemos mudar os passos quando desejamos e quando a vida nos pede isso. Muito lindo. Bjs.

Ghost e Bindi disse...

Poderia ser o amor, uma estação, uma mulher, a natureza ou uma canção...mas é uma linda poesia, com talento e sentimento, perfeito, Lú.

Ghost e Bindi

Vera Lúcia disse...


Olá LU,

Creio que todos somos um pouco de fases. Uns mais, outros menos. As nuances é que diferenciam os seres humanos, tornando-os mais interessantes. O importante é nos sentirmos bem com a nossa maneira de ser e reconhecermos que é assim que somos felizes.

Achei o poema lindooooooooooo!

Sabe que eu também sou nula em programar postagens? Já até desisti-rsrs.

Beijo.

elvira carvalho disse...

Vivemos todos numa corda bamba entre o tudo e o nada.
Post programados? Comigo também raramente dá certo.
Um abraço e uma boa semana

R. Vieira disse...

Oi Lu. Uma beleza de poema!!! Estou encantada com teus versos!!1

Mil beijos pra ti!

Vall Nunnes disse...

Nuances: parece ter sido escrito depois de me observar. Mas, somente alguém que sabe prestar atenção.
Xeru Lu!